BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE CAÇADOR


 
 

Raia 3 Atividades Aquáticas tem palestra com Guarda vidas do Bombeiro Voluntário.

NOVEMBRO: MÊS NACIONAL DE SEGURANÇA AQUÁTICA

Raia III Atividades Aquáticas leva guarda-vidas do Bombeiro de Caçador para passar orientações de salvamento aos alunos.

O grave problema de afogamento infantil é a segunda causa de mortes acidentais de crianças de 1 a 14 anos no Brasil. Três crianças morrem afogadas diariamente.

 

 

Participe dessa campanha de conscientização alertando seus familiares e amigos sobre a importância da supervisão constante de um adulto quando as crianças estiverem próximas ou dentro da água.

Confira algumas dicas para prevenir acidentes na piscina:

Garanta supervisão em tempo integral
Sem adultos, sem piscina! Mesmo que seu filho saiba nadar, nunca o deixe sozinho. Ele pode ter cãibras, se machucar, se assustar com a profundidade da piscina, etc. Atenção redobrada é fundamental, sobretudo, com crianças pequenas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), os afogamentos mais comuns são os de crianças de 1 a 5 anos, que caem na piscina ou mergulham quando não há nenhum responsável por perto. Portanto, supervisão é fundamental com os pequenos!

CONVERSE COM SEUS FILHOS
Conscientizar as crianças é fundamental: fale a respeito dos riscos de acidentes e afogamentos para que elas entendam o perigo e a gravidade desses acidentes e fiquem sempre alertas.

Dê o exemplo. Não corra, não faça brincadeiras violentas ou inseguras quando estiver na piscina para que elas compreendam qual a postura deve assumir quando estiverem se divertindo.

FAÇA COM QUE SEUS FILHOS UTILIZEM EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA
O colete salva-vidas é fundamental para as crianças, e, mesmo com ele, elas irão se divertir na piscina. As boias e outros acessórios também podem ser usados, porém, é importante lembrar que não são eficazes em casos de afogamentos e que podem furar, esvaziar, escorregar ou até mesmo virar, o que representa um risco para os pequenos.

INSTALAÇÃO DE CERCAS E PORTÕES DE ACESSO À PISCINA
Cerque a área da piscina e isole o acesso com um portão com fechamento automático, que não possa ser aberto por crianças. Além disso, é válida a instalação de cercas protetoras verticais. Prefira cercas que não sejam possíveis de serem “puladas” pelas crianças.

A CRIANÇA PRECISA SABER NADAR!
É indispensável que as crianças de todas as idades possam ter noções aquáticas e saber nadar. Isso dará mais tranquilidade aos pais que tem piscina em casa e ocorreram menos problemas com acidentes e possíveis afogamentos.

 



Ver todas as Notícias>>


Bombeiros Voluntários de Caçador
Rua General Antônio Sampaio, 200 | Centro | Caçador | SC | 89500-166 | Brasil | Fone/Fax: 49 3563-0803
© 2018 Bombeiros Voluntários de Caçador - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Esplendore